Madonna lança escola de cursos online com professores famosos
06/05/2021 09:55 em Novidades

Foto: Reprodução

A rainha do pop, Madonna, está diversificando ainda mais seus investimentos e é uma das acionistas da Bright, uma escola de cursos online que foi lançada essa semana e tem alguns famosos como seus professores. Entre eles, nomes como o do ator Ashton Kutcher e a ex-modelo Naomi Campbell e alguns outros que são comandados por Guy Oseary, empresário da cantora.

Além de Madonna, o fundo de capitais Sound Venture, que tem Kutcher como um de seus proprietários, também está envolvido no empreendimento. E além dos já anunciados, a própria rainha do pop deve lançar seu próprio curso, já que seu nome já conta em uma lista de espera com mais de 1500 professores no site da Bright, segundo informações da revista Rolling Stone.

A escola chega para tentar se posicionar no mercado das chamadas masterclasses, que são aulas virtuais dadas para turmas limitadas e que têm atraído tanto a atenção do público, quanto o interesse de celebridades e profissionais em ministrá-las.

No mercado do futebol, por exemplo, alguns treinadores como Oswaldo de Oliveira, campeão mundial pelo Corinthians em 2000, e Renê Simões, medalha de prata com a seleção feminina em nas Olimpíadas de Atenas, em 2004, estão dando cursos do tipo.

Aposta no contato próximo

Nas masterclasses, em geral, é possível enviar perguntas relacionadas ao material para os professores e algumas delas oferecem aulas ao vivo. Mas a ideia da Bright é ir ainda além ao possibilitar aos alunos o agendamento de aulas privadas com os mestres, que serão grandes nomes da indústria do entretenimento.

O CEO da Bright será o ex-executivo interativo da rede de TV americana CBS Michael Powers, que foi um dos primeiros funcionários da história do YouTube, lá na segunda metade da década passada. Além da Sound Ventures, outras empresas de capital de risco estão investindo no negócio, como a RIT Capital e a Norwest.

Com a pandemia da Covid-19, esse segmento de cursos online cresceu muito e vem se mostrando bastante lucrativo. A principal empresa do setor é quem dá o que se tornou o nome mais comum de chamar esse tipo de aula, a MasterClass. De acordo com a Bloomberg, recentemente, a empresa recebeu um aporte de US$ 800 milhões (R$ 4,27 bilhões) para expandir suas operações.

 

Por: Olhar Digital

COMENTÁRIOS

       

           

          

PUBLICIDADE