AliExpress abre plataforma e conta com vendedores brasileiros
18/08/2021 16:03 em Novidades

O AliExpress abriu a sua plataforma para aceitar vendedores brasileiros. A empresa do grupo chinês Alibaba também oferecerá um serviço integrado de logística para o seu e-commerces, além de outros incentivos para atrair comerciantes nacionais – o que deve aumentar consideravelmente a competição no mercado nacional dos marketplaces.

Apesar de estar há cerca de 11 anos sendo amplamente conhecida e utilizada por brasileiros, a plataforma chinesa permitia apenas que consumidores locais adquirissem produtos de lojas internacionais.

O interesse em adicionar comerciantes nacionais, no entanto, já havia sido relado há alguns meses pelo responsável pela operação da empresa no país, Yan Di.

AliExpress começa a aceitar vendedores brasileiros na plataforma. Imagem: Marko Aliaksandr/Shutterstock

Em entrevista à Folha, em maio, Di afirmou que era uma “questão de tempo”, até que a empresa conseguisse fazer uma operação de cobertura nacional, já dando a deixa de que isso já estava nos planos da empresa para o Brasil e que seria feito gradualmente.

Os vendedores que quiserem fazer parte do e-commerce devem ter cadastro CNPJ e estarão sujeitos a aprovação do próprio AliExpress.

Para atrair mais comerciantes, a empresa afirma que garantirá repasses mais rápidos que a média do mercado, o que deve acirrar ainda mais a corrida dos e-commerces já estabilizados no país, como Mercado Livre e Amazon.

As entregas feitas por todo Brasil ficam de responsabilidade da Cainiao, empresa de logística pertencente ao mesmo grupo que o próprio AliExpress. Isso também é parte da estratégia de se sobressair, visto que isso sempre foi um dos maiores empecilhos em termos de competitividade.

Não é segredo que produtos adquiridos na plataforma historicamente demoravam três meses, em média, para chegar ao Brasil. O e-commerce, inclusive, passou a fretar mais voos semanais trazendo produtos ao país, além de fechar uma parceria com o Correios para possibilitar a entrega dos itens em diferentes cidades.

Com a expansão, a empresa passou a prever uma entrega de mercadorias em até 7 dias, considerando no prazo o período de viagem da China até a alfândega brasileira.

Expansão do AliExpress no Brasil

No começo de junho, a empresa chinesa começou a demonstrar o apreço pelo mercado brasileiro.

Fora o incentivo para comerciantes, em um primeiro momento, a empresa também está estimulando as compras: os usuários brasileiros que adquirirem produtos de comércios localizados em território nacional terão direito a frete grátis em compras a partir de R$ 50, desde que os produtos não pesem excessivamente.

A empresa do grupo Alibaba não divulga seu faturamento com o Brasil. No entanto, estima-se que 33% do mercado de produtos importados em solo nacional são provenientes do AliExpress, o que coloca a companhia como líder do segmento, segundo a consultoria Conversion.

Por: Olhar Digital

COMENTÁRIOS

       

           

          

PUBLICIDADE